O que é sustentabilidade: conceito e exemplos

O conceito de sustentabilidade diz respeito ao uso dos recursos disponíveis – naturais e humanos – de forma consciente, racional e responsável, encontrando um ponto de equilíbrio entre o desenvolvimento da sociedade, a melhoria da qualidade de vida das pessoas e a preservação do meio ambiente.

Ao falar de sustentabilidade, é preciso falar também sobre “desenvolvimento sustentável”, termo a partir do qual a palavra ganha notoriedade. Segundo o relatório da Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, de 1987, a definição de desenvolvimento sustentável é “o desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades.”


Tripé da Sustentabilidade

É comum associar a noção de sustentabilidade e desenvolvimento sustentável com a preservação do meio ambiente. Esta é, no entanto, apenas uma das partes que compõem o conceito completo. São três os aspectos que compõem a ideia de sustentabilidade: o social, o ambiental e o econômico.


Sustentabilidade Ambiental

Por ser o mais difundido, é também o mais simples de ser compreendido. Trata-se da condição de uso racional dos recursos naturais (flora, fauna, água, terra etc.), atendendo às necessidades da humanidade sem prejuízo – ou com o mínimo impacto possível – ao meio ambiente. Não se trata necessariamente de manter intocada a natureza, mas de respeitar seus limites e não ultrapassar o ponto em que a exploração seja mais acelerada do que a capacidade de regeneração ou renovação dos recursos extraídos.


O desmatamento ilegal, a pesca predatória ou o descarte de lixo de forma inadequada são exemplos de práticas não-sustentáveis em termos ambientais.


Sustentabilidade Social

Significa garantir direitos fundamentais e condições dignas a todas as pessoas. É um processo de inclusão, onde se sentem empoderados, providos se segurança, acesso à educação, saúde e tenha oportunidade de desenvolver suas vidas. Incluímos aqui também a valorização das culturas e identidades regionais e combate a todas as formas de discriminação e preconceito, tais como por etnia, credo, gênero, orientação sexual entre outros.


Sustentabilidade econômica

Quer dizer que além do respeito e consciência com o meio ambiente e com as populações que ali residem, é fundamental pensar em como aquela região irá se sustentar, crescer e ter mais qualidade de vida. É necessário ajudar no desenvolvimento de oportunidades para empreendedores locais, de pagar valores justos e não exploratórios e de gerar riqueza e distribuição de renda.


Exemplos de sustentabilidade


Vamos agora ilustrar como a sustentabilidade pode se apresentar na prática, em diferentes níveis sociais:


Nível individual

  • Economia de água, por meio de banhos mais rápidos, reutilização da água da máquina de lavar, mudança de hábitos na hora de escovar os dentes ou cozinhar;

  • Tratamento adequado de resíduos sólidos, seja reduzindo a quantidade produzida (dando preferência para refil de produtos ou embalagens retornáveis), seja reciclando o máximo possível de lixo;

  • Diminuir a emissão de gases para a atmosfera, trocando o carro pelo transporte público, bicicleta ou adotando o home office.

Nível comunitário

Comunidades, empresas, associações, escolas, condomínios e bairros podem desenvolver práticas sustentáveis em âmbito coletivo, tais como:

  • Implantação de coleta seletiva do lixo e compostagem;

  • Adquisição e instalação de painéis solares para produção de energia limpa;

  • Hortas comunitárias;

  • Organização de caronas.

Nível global

Algumas ações de sustentabilidade devem ser planejadas, discutidas e adotadas em esfera global, por meio de acordos bilaterais, multilaterais ou universais, com governos e empresas multinacionais comprometendo-se a adotar práticas em conjunto e a respeitar acordos assinados com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável.


Alguns exemplos de ações globais de sustentabilidade são:

  • O Protocolo de Kyoto, um tratado internacional que busca reduzir a emissão dos gases que produzem o efeito estufa e desacelerar o aquecimento global;

  • A Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas – ONU, que define dezessete Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) a serem atingidos até o final da segunda década do século XXI.

Turismo sustentável

A área do turismo está inserida no contexto da sustentabilidade e suas atividades podem tanto contribuir com o desenvolvimento sustentável quanto prejudicá-lo.


O turismo sustentável, termo que vem ganhando cada vez maior dimensão entre profissionais da área e viajantes, consiste em viagens e outras atividades turísticas que respeitam a cultura, o meio ambiente e as pessoas dos lugares visitados. Preserva tradições locais e a natureza, deixando o protagonismo às comunidades residentes. Gerencia, de forma consciente e responsável, os recursos naturais e humanos, promovendo impactos positivos nas regiões onde é realizado.


Saiba mais neste post.


Como funciona o Turismo Sustentável da Vivalá?

Na Vivalá fazemos a junção de ecoturismo de base comunitária e voluntariado de educação, profissional, especificamente na capacitação contínua e gratuita de pequenos negócios comunitários da região usando nossa metodologia a Universidade Vivalá de Negócios.


Pelo turismo de base comunitária injetamos capital diretamente nas economias locais através da compra de serviços turísticos e na capacitação profissional ajudamos a desenvolver planejamento e gestão nos negócios comunitários para que possam evoluir suas iniciativas e terem uma melhor qualidade de vida para suas famílias, e consequentemente, para toda a comunidade.