Como foi nosso último Ano Novo, no Rio Negro?

Em meados de 2019 (devíamos estar por volta de maio ou junho), em uma reunião de rotina na Vivalá, alguém pensou: “E se fizéssemos uma viagem de ano novo? Todo mundo sempre vai atrás de alguma coisa nova para o Ano Novo. Pode dar certo!”. E tentamos o roteiro. Os meses seguintes foram um desespero: até agosto, nenhuma vaga preenchida e o medo de estar apostando em um destino errado para a data; “Tá bom, o pessoal viaja. Mas será que a galera quer ir passar na Amazônia no meio do mato?”. E a resposta veio em setembro, com as 32 vagas preenchidas em praticamente 2 semanas.



Esse contexto é interessante, porque essas 32 pessoas que fecharam praticamente simultaneamente a sua viagem de Ano Novo no Rio Negro (AM) deram vida a um dos roteiros mais intensos e interessantes de toda a história da Vivalá: a virada de 2019-20.


Foi nossa viagem de maior duração (7 dias e 6 noites) e com maior variedade de passeios. Sempre que fazemos nossas expedições em feriados de 4 ou 5 dias, ouvimos comentários como “Pô, eu queria ter mais tempo aqui!”, e mesmo nós da equipe dificilmente tivemos tempo de ter uma estadia tão longa.



O teste foi certeiro. Além de tempo para fazer uma variedade grande de passeios, ainda tivemos alguns espaços na agenda para curtir um tempo livre e sem passeios. Isso permite algumas conversas espontâneas na comunidade e caminhadas sem muita pretensão para entender aquele lugar maravilhoso.


Além disso, tivemos duas celebrações para fechar o ano de 2019: um momento com a comunidade e um apenas entre os viajantes. De brega funk e carimbó com coreografias coletivas até uma festa de ano novo que teve pedido de casamento espontâneo, foi tudo incrível. E temos que mencionar que teve viajante que ficou boas horas da virada do ano só observando o céu amazônico. O resultado: mais de 10 estrelas cadentes vistas por todes presentes. Foi tudo muito lindo.


Foi tudo tão legal que a gente não queria passar esse ano sem fazer um roteiro parecido. E é o que estamos fazendo, com os nossos recém lançados roteiros de Ano Novo: um para o mesmo Rio Negro (AM) e uma para o nosso outro xodó, o Rio Tapajós (PA).




Serão roteiros com menos gente e com muitas adaptações de segurança. Temos essa responsabilidade e sabemos que é essencial relembrar que esse é um roteiro que deve ser, antes de tudo, seguro. Mas temos a certeza de afirmar que, mesmo com as limitações, é um roteiro que com certeza será mágico. Nos vemos lá?


Para saber detalhes dos nossos roteiros, clique aqui e escolha a viagem que te interessa mais!