Como está sendo 2020 para a Vivalá?

O título desse nosso post é talvez a pergunta que mais recebemos na Vivalá em 2020. As pessoas que viajaram conosco nos últimos anos frequentemente acompanham essa pergunta com “Como estão as comunidades?” e as mais preocupadas nos perguntam também coisas como “A Vivalá vai sobreviver, né?” – e esse post é a resposta definitiva para todas essas perguntas. E para começo de conversa: sim, a Vivalá está e continuará viva!


Não fomos os únicos que levamos uma rasteira com a chegada da pandemia de Covid-19, mas estávamos em um momento intenso e interessante quando entramos em março de 2020. O contexto era: tínhamos fechado 2019 como o ano de melhores resultados de nossa história, inclusive ganhando o reconhecimento de melhor iniciativa no Turismo Sustentável brasileiro do ano, no Prêmio Braztoa de Turismo. Estávamos prestes a iniciar novos destinos e trabalhos, além de aumentar nosso time.



Bom, você já sabe o que veio da metade de março em diante e de todos os nossos cancelamentos forçados, mas o que nós não falamos muito foi sobre como trabalhamos duro nesse período mesmo sem poder viajar. Com a convicção de que em algum momento a pandemia se encerraria e poderíamos voltar a viajar, fizemos um pacto interno: vamos deixar tudo o mais redondo possível para o retorno, independente de quando ele será.


Entre abril e setembro, fizemos muito. Realizamos uma pesquisa com mais de 200 clientes, para identificar nossas forças e pontos que deveríamos focar. Analisamos os resultados e deixamos todo o nosso processo de capacitação o melhor possível. Deixamos nossos próximos projetos de trabalhos nas comunidades prontos para o momento certo. Revisitamos nossa metodologia e acertamos todas as arestas para que nosso trabalho gere ainda mais impacto. Realizamos uma arrecadação que ajudou mais de 80 famílias nas comunidades que trabalhamos. Dialogamos com as comunidades durante todo o período. E assim como em 2019, fomos reconhecidos pelo trabalho que estamos construindo no Brasil.


Os últimos dois meses em particular têm sido bastante intensos nesse aspecto. Depois de processos desafiadores para o nosso time, fomos coroados vencedores do Prêmio Belvitur 2020, que reconhece empresas inovadoras do turismo nacional, uma honra incrível que veio acompanhada de uma premiação em dinheiro que irá financiar a continuidade do nosso trabalho. Além dessa notícia incrível, estamos nas fases finais de outros dois desafios que reconhecerão projetos de Turismo Sustentável no Brasil: a Teia de Soluções da Fundação Boticário e o Desafio Trilhando a Transformação, da Ashoka.



Tudo isso nos traz a certeza que estamos no caminho certo, e somado ao apoio e interesse que recebemos constantemente de todas e todos vocês, sem dúvida é o que nos deixa convictos que a Vivalá não apenas passará por essa fase, mas tem um futuro de muito impacto positivo pela frente.


Então você perguntava como está sendo 2020 para a Vivalá? Bom, acho que a expressão certa é: uma montanha russa. Daquelas que dá medo e frio na barriga nas descidas, mas que quando você olha para o lado e vê mais gente rindo com você, você se sente seguro. E ao que tudo indica, nos próximos 3 meses de 2020 voltaremos a trazer impactos positivos na vida das pessoas. E que isso continue em 2021 e nos anos que virão. É para isso que a Vivalá continuará viva por mais muitos anos.