As adaptações do turismo pós pandemia

Atualizado: 21 de Set de 2020

Desde antes da pandemia de Covid-19 ter se espalhado pelo mundo de maneira impactante, já se levantavam diversas hipóteses sobre qual seria o potencial impacto de uma crise sanitária para algumas atividades. Antes mesmo dos primeiros casos no Brasil, o setor turístico já sofria incertezas: nós que na Amazônia já recebíamos notícias de que, em fevereiro, turistas europeus já cancelavam suas vindas para o país, por precaução.

Sete meses depois, estamos em um momento diferente. Apesar da pandemia não ter acabado e o cuidado ainda ser bastante necessário, as atividades turísticas em comunidades amazônicas estão retornando aos poucos, com grandes adaptações sendo feitas. Essas adaptações garantem um maior nível de segurança nesse retorno, urgente para a vida e economia comunitária.

Com o retorno, estamos escrevendo este texto para contar das adaptações que faremos em nossas Expedições, que retornam no final de outubro de 2020 e seguirão as orientações de todos os órgãos estaduais e federais para evitar qualquer risco aos viajantes e comunitários.

Acima, a recepção da Caboclo's House, que realizou alterações sanitárias.



As principais adaptações são essas:


Capacidade reduzida das viagens e concentração por quartos

Como orientado por órgãos responsáveis, a capacidade de nossos roteiros será reduzida significativamente para evitar maiores riscos. Se no Carnaval de 2020 tivemos nossa maior Expedição, com 50 voluntárias e voluntários, nosso padrão nos próximos meses será uma capacidade de 22 pessoas. Isso será importante para não apenas seguirmos as normas em relação à capacidade dos meios de transportes que usaremos (vans e barcos) quanto também em relação ao número de viajantes em um mesmo quarto.

A capacidade por quartos não será maior do que dois viajantes, o que em roteiros anteriores era corriqueiro, com 3 ou 4 viajantes em um mesmo quarto.

Inclusão de EPIs no Kit do Viajante

Todos e todas as viajantes que viajam conosco recebem nosso Kit Vivalá no início de cada Expedição, contendo alguns itens que usaremos no roteiro. A partir de nosso retorno, esse kit incluirá também álcool gel e máscaras de proteção individual para também garantir a segurança de cada viajante.

Adaptação da alimentação em parceiros

Para as refeições que serão realizadas, os nossos parceiros estão adaptando o serviço para opções empratadas ou de um buffet com um profissional servindo os viajantes. Nesse segundo caso, a fila deverá se organizar com distanciamento entre os viajantes. Os profissionais destes restaurantes estarão equipados com EPIs.

Parceiros comprometidos com todas as normas de segurança e limpeza

Todos os parceiros que trabalhamos estão comprometidos com as normas estabelecidas pelos órgãos estaduais responsáveis. Uso de EPIs, limpeza com maior frequência, troca de roupas de cama com maior frequência são algumas das adaptações que já estão sendo implementadas.


Com todas essas mudanças descritas, estamos oficialmente de volta!

Estamos aliviados com a notícia e muito comprometidos com o retorno de maneira sustentável e responsável. Todas as viagens serão realizadas com o maior nível de segurança possível para este momento. E que voltemos a realizar aquilo que mais amamos!

Até o próximo post!