Pulmão do mundo, Anaconda e Boto Cor-de-Rosa: os mitos e verdades sobre a Amazônia

Aproveitando o Dia da Mentira, a gente traz para você, aqui no blog da Vivalá, cinco afirmações sobre a Amazônia para revelar o que há de verdade e o que é mito em cada uma delas.


1. A Amazônia é o pulmão do mundo?


A importância da floresta amazônica é indiscutível por uma série de fatores, como a regulação do clima no planeta; a reserva de água doce; e a riqueza da flora e da fauna, com diversas espécies endêmicas e com atributos medicinais.


O termo “pulmão do mundo”, no entanto, não cabe à Amazônia, uma vez que a produção de oxigênio é mais ou menos contrabalanceada pela emissão de CO2 no período noturno. Os oceanos, na verdade, com suas algas marinhas, é que merecem o título de pulmão do mundo.



2. Preservar a floresta é acabar com o agronegócio?


Principalmente em época de queimadas, surge o debate a respeito da destruição da floresta para expansão da produção de soja, gado, entre outros.


O que muitos especialistas alertam é que os efeitos colaterais da destruição da floresta, como o aquecimento global ou o uso indiscriminado de agrotóxicos, prejudicam a produção rural e suas consequências negativas podem ser sentidas em muito menos tempo do que se imagina.


O debate é extenso e complexo, porém a certeza é que a preservação da Amazônia e de outros biomas brasileiros é fundamental TAMBÉM para o agronegócio.



3. O Rio Amazonas é o maior do mundo?


Muita gente aprendeu na escola que o Rio Nilo é o maior do mundo em extensão, enquanto que o Rio Amazonas lidera em volume de água. Há pouco mais de uma década, porém, novos estudos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - Inpe revisaram os cálculos e demonstraram que o rio brasileiro supera o egípcio em 140 km.


O estudo foi reconhecido por outras entidades científicas e faz com que o título de maior rio do planeta - tanto em extensão quanto em volume de água - seja do Amazonas. É do Brasil!



4. A Anaconda é perigosa?


Muito provavelmente você já tomou vários sustos em frente à telinha da TV ou à telona do cinema assistindo ao filme “Anaconda”, em que uma cobra gigante ataca e aterroriza um grupo de humanos.


Na realidade, o animal assassino de Hollywood é a sucuri, uma das maiores serpentes do planeta, que pode chegar a medir mais de 11 metros e pesar mais de 100 quilos. Com todas essas dimensões, é claro que deve-se tomar muito cuidado com elas, porém as sucuris não têm nada a ver com o monstro do filme.


A sucuri, assim como outros animais selvagens, dificilmente ataca uma pessoa. Isso só acontece praticamente em duas situações: fome extrema combinada com nenhuma outra oferta de alimento ou caso ela identifique uma ameaça a si própria ou a seus filhotes. Caso contrário, ela opta por outras vítimas.


Como todo grande predador, a sucuri deve ser respeitada, mas é importante lembrar que, ao longo do tempo, o homem tem sido uma ameaça muito maior a ela, por conta principalmente da caça ilegal, do que a serpente é para o homem.



5. A lenda do boto cor-de-rosa


Existem diferentes versões para essa história: algumas dizem que acontecem em noites de festas na comunidade, outras que isso se dá apenas na lua cheia de junho, durante as festas de Santo Antônio, São João e São Pedro. Também há quem diga que as vítimas são as mulheres mais bonitas; outros afirmam que são as virgens que correm perigo.


Uma coisa é certa: em certas noites amazônicas, o simpático boto cor-de-rosa se transforma em um jovem rapaz, muito bonito e galanteador, que sai vestido de terno, sapato e chapéu brancos, para conquistar e engravidar uma moça para, depois, abandoná-la e sumir nas águas dos rios.


Há quem jure que, de todas da lista, esta é a verdade mais verdadeira!


Trata-se de uma divertida história que faz parte do folclore na Amazônia e é conhecida em todo o Brasil. Só não podemos deixar de lembrar que essa anedota esconde a triste realidade de crianças que nascem e crescem sem a presença do pai - algo que, importante lembrar, não acontece apenas nas comunidades ribeirinhas, mas em todo o país.



Gostou das curiosidades? Essas histórias e muitas outras você pode ouvir e curtir, ao vivo, em uma das nossas Expedições Amazônia de Turismo Sustentável - comunidade, natureza, voluntariado. Acesse o nosso site e confira: www.vivala.com.br/expedicoes